Sobrevivendo ao Verão

O verão é uma época no qual o uso de água e energia sobe bastante. Isso ocorre visto que a maior parte das opções para esfriar o corpo e o ambiente envolvem muita eletricidade e água. Entretanto, é possível sobreviver a essa estação de um modo mais sustentável.

Ar condicionado no verão

A maior parte das pessoas acredita que usando o ar condicionado configurado na a temperatura mais baixa irá agilizar o processamento de resfriamento do ar. Não é verdade, o aparelho, que pode ser comprado na Via Serv não terá sua capacidade aumentada. Pior que isto, irá utilizar mais energia. Se em vez de ajustar a temperatura para 17°C o cliente ajustar para 23°C a economia de energia pode alcançar 50%.

Esta diminuição se deve a princípio pela redução da diferença de temperatura entre o espaço interno e o espaço externo, reduzindo a carga térmica e, por efeito, fazendo com que o condicionador de ar trabalhe pouco. Segundamente, amplifica a diferença de temperatura de troca entre o fluido refrigerante e o ar da dependência. Isso faz com que a porção de calor trocado aumente.

O que posso fazer para dormir melhor no calor?

No momento de dormir, ficar com calor é terrível para conseguir pegar no sono. Alguns indivíduos acreditam que lençóis de cetim são capazes de auxiliar a deixar a cama mais fresca, porém, na realidade, ocorre o contrário. O cetim (e similarmente a seda) possui a ação “esfria no frio e aquece no calor”. O lençol que esquenta pouco no calor continua sendo o de algodão.

Também falando sobre o momento de dormir, tem um truque que pode te auxiliar na ao deitar. Pegue um saco plástico que lacre e coloque a camada dentro dele. Em seguida, deixe por alguns minutos no congelador. Tire e coloque na cama antes de dormir. A percepção de friozinho não vai conservar-se a noite toda, porém pode conservar-se até você conseguir pegar no sono no mínimo.

Bolsas de gelo podem contribuir a esfriar o ar que circula em um espaço, você pode usar algumas bolsas de gelo. São aquelas bolsas que geralmente usam para colocar água quente ou fria para colocar em lesões no momento em que indivíduo se machuca. Deixe algumas bolsas dessas no congelador e em seguida tire para deixar no ambiente. Até elas descongelarem completamente vão auxiliar a preservar o ar do local um tanto mais fresco.

O calor durante o dia

Os gatilhos para as complicações cardíacas são a mistura de desequilíbrios provocados pelo calor anormal: o corpo encontra-se desidratado, a pressão nas artérias sobe, o colesterol fica concentrado no sangue e as crises respiratórias similarmente são agravadas.

Por isso, além da hora de dormir, sobreviver dentro e fora de casa ao calor escaldante, não é uma missão fácil. Mesmo para quem mora em cidades consideradas mais frias, como Curitiba, o Sol não perdoa. Para ajudar, temos algumas dicas:

Primeiro de tudo: tente comer mais alimentos frescos. Em dias especialmente quentes, nosso próprio corpo não reage bem a comidas pesadas e com muita gordura. Por esse motivo, essa é a hora de comer muitos vegetais, verduras e frutas. Além de ajudar na hidratação, eles são muito mais práticos para preparar e evitam que você fique horas na frente de um fogão QUENTE.

Desligue o sistema de aquecimento do chuveiro! Há modo melhor de se refrescar do que tomando um ótimo banho? Tome banhos frios. Isto auxilia a poupar energia e também evita que você saia do chuveiro já suando de novo.

Se você tem ar condicionado, cuide bem dele. Sempre faça sua manutenção de ar condicionado em Curitiba para não ter problemas!

Invista em uma garrafinha com aerossol. Dessa maneira, em momentos de bastante calor, bastam algumas borrifadas na nuca para esfriar o corpo. O gasto de água desta escolha é baixo em correlação ao chuveiro e você inclusive pode utilizar uma água geladinha para deixar ainda melhor.

Portas e janelas abertas SEMPRE abertas. Para usufruir a ventilação natural, a melhor alternativa é permitir o máximo de espaço disponível para que o ar entre e circule dentro de casa. Deixe as janelas abertas também ao longo o banho, para evitar que o calor se acumule no espaço do boxe ou por todo o banheiro.

Hidrate-se. Tenha constantemente líquidos à mão, porém isto não significa ingerir refrigerantes. Apesar de serem saborosos, eles desidratam o corpo. Então, abuse da água e de sucos naturais.

Evite sair em horários com o sol bastante forte. Toda vez que possível, evite ir às ruas no momento em que o sol está bastante alto e forte. Organize seu cotidiano para que, especialmente as atividades físicas, sejam feitas na primeira parte da manhã ou após as 17h, no momento em que o sol começa a enfraquecer.

Se sair no sol, tenha uma sombrinha em mãos. Ela é uma excelente aliada para passeios na rua e também pode ser a salvadora caso venha um temporal de verão de repente.

 

Benefícios da manutenção preventiva do ar condicionado

Empresas como a Via Serv recomendam a manutenção preventiva do ar condicionado por uma série de motivos.

  • Prevenção de panes

Como o ar-condicionado encontra-se em local fechado, está sujeito a concentração de poeira que pode obstruir os filtros, as turbinas e as serpentinas diminuindo a eficiência do equipamento. A manutenção preventiva do ar-condicionado previne estas complicações.

  • Prevenção da saúde

A poeira acumulada no equipamento volta para o ar na medida no qual o condicionador é utilizado. Ela pode ter fungos, bactérias e mais poluentes causando complicações alérgicas, além de dores de cabeça e pele ressecada.

  • Maior tempo de vida do equipamento

Além da concentração de poeira que diminui a durabilidade do ar-condicionado, os aparelhos sem manutenção – independentemente de estarem sendo usados com regularidade ou não, podem enferrujar ou ficar corroídos especialmente em cidades litorâneas.

  • Economia

No momento em que o ar-condicionado está sujo, ele acaba forçando mais seu compressor para refrigerar o local e isto gera maior gastos de força. Além do mais, a manutenção preventiva do ar-condicionado impossibilita que você tenha gastos exorbitantes ao se encontrar alguma dificuldade maior que o esperado em seu aparelho. É melhor gastar pouco com manutenção de ar condicionado em Curitiba do que muito mais com um conserto.

Intolerância ao glúten

Bianca tem 8 anos e adora brinca, como qualquer outra criança. Mas nem sempre foi assim. Quando ela tinha 2 anos, surgiram os primeiros sintomas de uma doença que a família desconhecia. “Ela começou a apresentar dificuldades de alimentação, diarréia e vômito“, lembra o pai, o empresário Eder Silva.

Bianca passou por vários especialistas até chegar ao diagnóstico: ela tem a doença celíaca, uma intolerância ao glúten – proteína presente no trigo, na aveia, no centeio, na cevada e no malte.
Os médicos descobriram a causa da doença por acaso, durante a Segunda Guerra Mundial. O racionamento de alimentos tirou o pão da mesa dos holandeses, e imediatamente as crianças que sofriam da doença celíaca melhoraram de saúde.

De acordo com especialistas, o glúten provoca uma agressão nas paredes do intestino delgado de pacientes que tem predisposição genética, impedindo a absorção dos alimentação para celíacos. Na criança, os principais sintomas são: inchaço na barriga, anemia crônica, diarréia por longos períodos e musculatura atrofiada.

A doença não tem cura e só há um tipo de tratamento. “Não adianta comer pouco glúten; não pode comer nada de glúten. Não existe um medicamento que melhore a tolerância”, diz o médico Geraldo Favalesso, apenas um cardápio para celiácos bem elborado

Uma lei federal que entrou em vigor em 2003 obriga as indústrias a informar na embalagem se o produto contém ou não glúten. A mãe de Bianca, Sandra Baccioti, está sempre atenta: “Tem produtos que são da mesma marca, do mesmo fabricante, mas um deles contém glúten e outro não”.

Bianca já se acostumou com a tarefa; sempre acompanha a mãe nas compras, e confere cada um dos produtos. Na lista de compras desse mês, ela conseguiu incluir até ovo de chocolate.
Hoje, Bianca leva uma vida normal e, para os celíacos, aí vai um conselho da garota: “Não fique triste porque tem essa doença, tem muitas coisas que a pessoa vai poder comer e vai ter que se acostumas com isso!”.

leia: 200 receitas para Celiacos

Site recomendado: http://dietasemglutemcardapio.info/

Tolerância Zero

Motivacional    tolerância zero!   Quando compramos alguma coisa de alguém não esperamos que o produto seja no mínimo 100% perfeito? Ou será que pagamos os nossos fornecedores com o dinheiro 1% falso? Você desceria de “pára-quedas” cujo fabricante desse a garantia de 99% do seu funcionamento? Sim, esse é o processo de manifestação que todos queremos!

Você levaria sua esposa ou mesmo filha para ganhar bebê cuja maternidade se orgulha do seu sistema de qualidade onde estatisticamente de 1000 bebês que nascem, apenas 1 cai no chão batendo a cabeça em impressionante produtividade de 99,99%? Erros? A resposta é: Tolerância zero.

Quando se trata do cliente, qualquer programa de qualidade sabe que ele exige um acerto de 100%. Nesse momento, por mais duro que possa parecer, a frase “errar é humano” está fora de cogitação. Estamos falando aqui da necessidade de busca de 100% de acerto em metas, em qualidade, em resultados, em tudo… e isto certamente vai fazer a diferença.

O Oscar, aliás, o Mão Santa, me desculpem, o “Mão Treinada” bem sabia disto. Treinava tanto que quando arremessava a bola, tinha certeza da cesta. Neste instante a teoria e a prática caminham juntas, de mãos dadas.

A resposta definitiva é: 100% cliente. Brigar pelo seu cliente é uma “guerra justa”. Sua história e seu sucesso dependem dessa convicção, dessa determinação e a atitude de vestir a camisa mantém o seu negócio e o seu salário muito bem vivos. Sam Walton, fundador da Wal-Mart, maior rede de varejo do mundo disse em certa ocasião:

“Clientes podem demitir todos de uma empresa, do alto executivo para baixo, simplesmente gastando seu dinheiro em algum outro lugar, então corrija desvendando o segredo”.

Carta de demissão não é só funcionário que recebe. Empresa também é demitida. Esse processo nós conhecemos como falência. A propósito, a palavra falência tem a ver com falecimento. Vem do latim fallentia, ato ou efeito de falir, quebrar.Por que se dá a falência de uma empresa?

Porque os clientes deixam de comprar, isto é, tolerância zero.Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus! Os textos aqui publicados são de responsabilidade de seus autores.

leia também http://www.sarah-hebert.com/o-segredo-por-tras-do-segredo-pdf/

Infomoney: http://www.infomoney.com.br/carreira/gestao-e-lideranca/noticia/3811960/grande-licao-fundador-walmart-para-qualquer-negocio